quarta-feira



não vou nunca poder apagar os momentos de lucidez e loucura. de exagero desmedido. e loucura... sempre a loucura…lúcida. tão lúcida... e eu absorta no simples facto de ser eu. e poder sentir assim. por sentir assim... na pele. num beijo. tão loucamente lúcida! perdida em vagas de cor fluorescente. na luz intermitente. astuta – a loucura –. e eu sei-a de cor. e rio enquanto me toma. exausta. durmo na sua embriaguez. o tempo não é meu. é nosso. olho o espelho. e vejo-me. vejo-nos. inexplicável lucidez. sorrio…
vejo-te.






18 comentários:

  1. ...as vezes é melhor uma santa loucura do que uma lucidez perfeita!


    beijo

    ResponderEliminar
  2. Gosto desta visão lúcida. Beijo

    ResponderEliminar
  3. O texto espelha a textura sublime que sempre nos habituaste... mas escutar esta preciosidade da Sia em fundo... Ainda dizem que os Anjos não existem... Arrepio-me sempre que a escuto!

    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Secreta:
    Tão lucida e tão doce esta sã loucura de amar! Um texto belo e profundo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. a loucura que se apodera de nos e nos faz amar.

    beijo e um sorriso

    ResponderEliminar
  6. E quando se vê...o sorriso abre-se...e somos loucos lúcidos....
    Lindo....
    Beijos e abraços
    Marta

    P.S.: Visita-me no Com Amor

    ResponderEliminar
  7. lucidez é o meu eterno suspirar

    louco ando por amar

    bom fim de semana

    beijos.

    ResponderEliminar
  8. A TODOS que me visitam:

    Muito obrigada pelas VOSSAS
    palavras e o CARINHO com que me visitam.

    Sei que NÃO VOS TENHO VISITADO
    estou em falha,
    mas como já expliquei - tenho Fé em Deus que seja uma fase menos boa...

    Vou ACREDITAR que daqui a algum tempo,
    eu melhore dos meus olhos.

    Como aqui escrevi no fim de 2012,
    neste blog virei apenas
    1 vez por mês.
    Diminui imenso a minha presença na blogosfera.

    A TODOS
    AGRADEÇO as vossas visitas e apoio!

    ResponderEliminar
  9. Olá, como está? Tem um recado importante no blog. Passa lá :)

    Bjos

    http://chadecalmila.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Secreta,

    Loucura e lucidez caminham juntas. É um estado de espírito... um meio-fio por onde pisamos no instante de um beijo.

    Beijos!
    Alcides

    ResponderEliminar
  11. Poius realmente loucura e lucidez caminham juntas. São estados
    de alma e é preciso percebê-los e não temê-los.
    Tenha um bom domingo.
    Beijinhos
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  12. Não importa o quanto louco estamos, não é tão mais saboroso experimentar, vivênciar, ser louco ou lúcido, juntamente com alguém?
    Beijos.

    ResponderEliminar
  13. Minha querida

    E que boa é essa loucura...estou tão feliz por te ver renascer para uma nova alvorada.


    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  14. EU SINTO O MESMO...
    O meu eu louco, lúcido!
    O amor nos faz sentir assim.

    Beijos de amiga e irmã*¬

    Enigma

    ResponderEliminar
  15. Fico feliz por ver que a lucidez invadiu a tua vida e que a escuridão de um passado, que não quero recordar, está práticamente desvanecida (mas permanece sempre algum resto no presente, nem que seja a aprendizagem!).
    Espero que vivas de forma eterna todos os momentos, como se fossem os primeiros e únicos (que aparentemente são!).

    Há coisas que são mesmo assim, como descreves; são momentos inexplicáveis e que acontecem sem nos apercebermos a razão e motivo. E felizmente não só os maus momentos, são também os bons momentos!
    E ainda bem que agora te calharam os bons momentos, pois para "menos bons" já chega o que passas-te!
    Preenche a tua vida com o presente e vive a luz, lucida do presente.

    Beijinhos!!!

    ResponderEliminar
  16. http://esbocosby2.blogspot.pt/

    2.8.11


    não vou nunca poder apagar os momentos de lucidez e loucura. de exagero desmesurado. e loucura. sempre a loucura… lúcida! tão lúcida. e tu absorta no simples facto de seres tu e poderes sentir assim. por sentirmos assim. na pele num beijo. tão lúcida! perdidos em vagas de cor intermitente. na luz. e sempre tão lúcida! astuta! prega-nos os corpos – a loucura. e tu sabe-la. tanto ou mais que eu. e rio enquanto a incitas. o lugar não é ali. o tempo não é o nosso… só o verbo no brilho dos olhos… e no sorriso onde dormes exausta de embriaguez. e sabes? vejo-te. vejo-te…

    vejo.te


    Posted by symon

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.